Ossos Saudáveis e Osteoporose

A prevenção ao longo da vida é essencial para manter ossos saudáveis e evitar o aparecimento de osteoporose, sendo muito importante a adoção de hábitos saudáveis que contribuam para impedir a perda de massa óssea.
Alimentos ricos em cálcio contribuem para a saúde dos ossos

 

O cálcio e o fósforo são dois minerais que contribuem para a manutenção de ossos normais. Se o cálcio que se obtém da dieta não for suficiente, o nosso organismo pode reabsorver o cálcio e o fósforo diretamente dos ossos, o que faz com que o tecido ósseo se debilite e os ossos se tornem mais frágeis, quebradiços, e mais propensos a fraturas, mesmo que não haja traumatismo. Para além disso, com o tempo, os ossos perdem densidade e o risco de roturas e traumatismos aumenta.

 

Estes fatores levam muitas vezes ao aparecimento da osteoporose, o tipo de doença óssea mais comum, que afeta principalmente as mulheres após a menopausa. Geralmente, a perda óssea ocorre de maneira gradual num período de vários anos e muitas vezes a pessoa sofre uma fratura antes de dar-se conta da presença da osteoporose. Quando isto ocorre, habitualmente a osteoporose já se encontra num estádio avançado e os danos podem ser graves.

 

A melhor forma de combater a osteoporose é preveni-la ao longo da sua vida. Ao adotar desde cedo hábitos de vida saudáveis, está a contribuir para manter os seus ossos saudáveis e a prevenir o aparecimento de osteoporose.

 

Osteoporose

Tipos de Osteoporose

  • Osteoporose primária ou involuntária

Pós menopausa: ocorre na mulher como consequência do fim da função ovária, sendo caraterísticas as fraturas vertebrais, as fraturas da extremidade e as fraturas do antebraço distal.

Senil: ocorre em ambos os sexos, em idades mais avançadas, como consequência da perda de quantidade e qualidade óssea. Ocorre progressivamente ao longo dos anos, sendo que a perda óssea não é tão acelerada.

 

  • Osteoporose secundária

Tem outras causas diferentes da menopausa e da idade, como doenças endócrinas, gastrointestinais, hematológicas, ou mesmo a imobilização prolongada e a utilização de determinados medicamentos.

 

Causas da Osteoporose

É uma doença em que participam fatores distintos: elementos ambientais, nutricionais e genéticos.

A principal causa da osteoporose é a diminuição dos níveis de estrogénio nas mulheres a partir da menopausa. Para além disso, também o envelhecimento, a herança genética e uma dieta deficiente em cálcio constituem fatores de risco. O cálcio é, como sabemos, necessário para a manutenção de ossos normais, sendo a alimentação a mais importante fonte de cálcio, nomeadamente através de produtos como os lácteos (leite e derivados), peixe e frutos secos. Por outro lado, a escassa ingestão de água e minerais contribui muitas vezes para a diminuição da massa óssea. Não basta incluir cálcio na sua dieta, mas garantir o equilíbrio deste e outros minerais no organismo, como magnésio e fósforo.

 

Sintomas da Osteoporose

  • Deformação da coluna vertebral
  • Dores musculares
  • Fraturas e fraqueza óssea
  • Dores no pescoço
  • Perda de peso e altura

 

Prevenção da Osteoporose – recomendações

  • Realize exercício físico de forma regular.
  • Introduza na sua dieta alimentos ricos em cálcio, como os lácteos e soja.
  • As mulheres podem consultar o ginecologista e aconselharem-se sobre a possibilidade de seguir uma terapia hormonal substitutiva.
  • Faça uma avaliação genética da osteoporose, possível desde há uns anos. A maior parte dos casos de osteoporose poderiam ser evitados se fossem realizados exames de diagnóstico precoce a pessoas com mais de 55 anos (especialmente mulheres). Após a realização desta análise é possível atrasar o aparecimento dos sintomas da osteoporose, através da mudança de hábitos alimentares, exercício físico, etc.

 

 

 

 

Fonte: Cofina media