Stress

Apesar da palavra stress ter adquirido conotações negativas, sendo vista como a doença do século XXI, a sua verdadeira origem não é negativa. Trata-se de um mecanismo de reação que é ativado perante um problema, de forma a dotar-nos dos recursos necessários para encontrar a resposta adequada.
O stress pode afectar negativamente o nosso dia-a-dia

O stress permite-nos reagir com rapidez e segurança perante uma situação desconhecida, capacitando-nos a dar uma resposta para a qual, em princípio, não estávamos preparados. Ou seja, o stress é a resposta do organismo a determinados estímulos que representam circunstâncias súbitas ou ameaçadoras.

 

Isto faz com que o stress não seja negativo por si só, mas sim absolutamente necessário. O problema surge quando a perceção que temos de uma situação é de tal forma negativa ao ponto de a considerarmos traumática e pensarmos que a nossa sobrevivência, ou a de outras pessoas, pode estar ameaçada, quando na realidade não está.

 

São estes receios (por vezes infundados) que provocam transpiração, taquicardia e falta de ar, e que, caso a situação se torne patológica, podem afetar a nossa qualidade de vida. Há cada vez mais acontecimentos que desencadeiam este tipo de sintomas e nos mantêm em estado de alerta, muitas vezes com consequências negativas para a saúde.

 

Sintomas de Stress

O stress surge como uma resposta do organismo para se defender. No entanto, quando persiste durante muito tempo, pode dar origem a diversos sintomas físicos e psicológicos.

Em situações de stress o organismo liberta uma quantidade excessiva de adrenalina e catecolaminas. É esta libertação de hormonas que provoca diferentes reações no corpo humano, entendidas como sendo sintomas de stress.

 

Sintomas físicos do stress

  • aumento da frequência cardíaca
  • aumento da tensão arterial
  • aumento dos níveis de açúcares e gordura no sangue
  • insónias
  • dor de costas, de cabeça ou tensão no pescoço
  • transtornos gastrointestinais (especialmente dores de estômago)
  • cansaço excessivo
  • sensação de falta de ar

 

Sintomas emocionais e cognitivos do stress

  • depressão
  • ansiedade
  • pensamentos negativos recorrentes
  • irritabilidade excessiva
  • sensação de falta de controlo
  • dificuldades de concentração, de memória, de aprendizagem e de decisão

 

Causas do Stress

Pesquisas sobre as causas do stress relacionam a sua origem com situações pessoais de insegurança e incerteza. Estas situações nem sempre estão relacionadas com a atividade profissional, mas com as diversas exigências e desafios com que nos deparamos.

 

Perigos do Stress

A adrenalina e as catecolaminas libertadas em situações de stress aumentam a frequência do ritmo cardíaco e os transtornos do colesterol.

Para minimizar os efeitos do stress, os especialistas recomendam a alteração das variáveis que o provocam, através da mudança de alguns aspetos da vida quotidiana identificados como geradores de stress e da adoção de hábitos saudáveis (seja em termos de alimentação, exercício físico, meditação etc).

 

 

 

Fonte: Cofina media

Aprenda aqui algumas técnicas de relaxamento que o ajudarão a reduzir o stress.